terça-feira, 27 de outubro de 2009

Google Voice

googlevoice-g-20091027

O Google lançou uma nova ferramenta que vai permitir aos consumidores usarem o Google Voice sem mudar para um número de telefone especial, o que deve tornar o serviço mais atraente.

A companhia informou na noite desta segunda-feira (26) que as chamadas não-atendidas de novos usuários poderão ser direcionadas para uma caixa postal Google Voice eletrônica especial, superando o serviço fornecido pelas operadoras de telefonia.

O Google Voice oferece várias ferramentas de gestão do correio de voz, incluindo armazenagem ilimitada e transcrição de mensagens deixadas na caixa postal.

O serviço também permite aos consumidores fazer chamadas internacionais de baixo custo por meio da infraestrutura do Google e da internet.

Até agora, para usar o Google Voice era preciso adotar um número de telefone especial do Google. A nova ferramenta permite que as pessoas mantenham números de telefone existentes.

Craig Walker, gerente de produtos para comunicações em tempo real do grupo, afirmou que a empresa fornecerá aos usuários um código especial, que direciona chamadas não-atendidas para uma caixa postal mantida pelo Google.

Walker acrescentou que o aplicativo de desvio de chamadas não exige o fechamento de acordos especiais com as operadoras de telefonia. Ele observou que elas geralmente aprovam a prática, cobrando minutos mesmo depois de a chamada ter sido direcionada para outro número.

- Isso permite que elas continuem contabilizando o tempo, elas cobram por minuto enquanto eu estou em uma chamada desviada.

O Google Voice, lançado em março, está disponível para um número limitado de pessoas que receberam convites do Google ou de outros usuários do serviço.

Walker contou que a companhia espera tornar o serviço disponível ao público geral relativamente em breve, embora não tenha dito quando. Ele também se recusou a dizer quantas pessoas utilizam o Google Voice, mas afirmou que a companhia está satisfeita com os números.

O produto recebeu críticas positivas na imprensa de tecnologia, além de uma certa polêmica.O Google informou que a Apple rejeitou o aplicativo para o iPhone, mas que ainda estuda a adoção do software.

Créditos: R7 / Reuters

Google Voice

googlevoice-g-20091027

O Google lançou uma nova ferramenta que vai permitir aos consumidores usarem o Google Voice sem mudar para um número de telefone especial, o que deve tornar o serviço mais atraente.

A companhia informou na noite desta segunda-feira (26) que as chamadas não-atendidas de novos usuários poderão ser direcionadas para uma caixa postal Google Voice eletrônica especial, superando o serviço fornecido pelas operadoras de telefonia.

O Google Voice oferece várias ferramentas de gestão do correio de voz, incluindo armazenagem ilimitada e transcrição de mensagens deixadas na caixa postal.

O serviço também permite aos consumidores fazer chamadas internacionais de baixo custo por meio da infraestrutura do Google e da internet.

Até agora, para usar o Google Voice era preciso adotar um número de telefone especial do Google. A nova ferramenta permite que as pessoas mantenham números de telefone existentes.

Craig Walker, gerente de produtos para comunicações em tempo real do grupo, afirmou que a empresa fornecerá aos usuários um código especial, que direciona chamadas não-atendidas para uma caixa postal mantida pelo Google.

Walker acrescentou que o aplicativo de desvio de chamadas não exige o fechamento de acordos especiais com as operadoras de telefonia. Ele observou que elas geralmente aprovam a prática, cobrando minutos mesmo depois de a chamada ter sido direcionada para outro número.

- Isso permite que elas continuem contabilizando o tempo, elas cobram por minuto enquanto eu estou em uma chamada desviada.

O Google Voice, lançado em março, está disponível para um número limitado de pessoas que receberam convites do Google ou de outros usuários do serviço.

Walker contou que a companhia espera tornar o serviço disponível ao público geral relativamente em breve, embora não tenha dito quando. Ele também se recusou a dizer quantas pessoas utilizam o Google Voice, mas afirmou que a companhia está satisfeita com os números.

O produto recebeu críticas positivas na imprensa de tecnologia, além de uma certa polêmica.O Google informou que a Apple rejeitou o aplicativo para o iPhone, mas que ainda estuda a adoção do software.

Créditos: R7 / Reuters

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Aprenda a investir em ações

Para investir em ações, é necessário, em primeiro lugar, procurar uma corretora de valores mobiliários – a maioria dos bancos tem uma ou pode indicar uma corretora parceira. A escolha do corretor é muito importante, pois, além de administrar o seu dinheiro, ele é quem irá orientar suas primeiras aplicações.

A maioria das corretoras exige que seja investido um valor mínimo na primeira compra de ações, mas isso não é regra. Também são cobradas taxas de administração e cada corretora tem seus próprios custos. Por isso, o ideal é pesquisar os preços e avaliar quais serviços são oferecidos.

O segundo passo é escolher as ações das empresas que serão compradas. O corretor pode ajudar a descobrir o que é melhor para você.
Feito isso, comece a acompanhar informações sobre o mercado financeiro para saber se as ações compradas por você estão se valorizando e se você irá mantê-las ou vendê-las para comprar papéis de outra empresa. Para fazer isso, o investidor entra em contato com a corretora e envia uma ordem de compra ou de venda das ações.

O valor equivalente às ações que foram compradas será descontado de uma conta aberta pela corretora em seu nome. Em seguida, as ações serão depositadas na chamada conta de custódia, na CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia), instituição responsável pela venda e pela guarda (a custódia) das ações.

Créditos: R7

Microsoft anuncia acordo com Twitter e Facebook

xbox-facebook-twitter A Microsoft anunciou acordos com o serviço de microblogs Twitter e com a rede social Facebook para que as informações dessas duas ferramentas sejam disponibilizadas em tempo real no seu site de buscas, o Bing.com. Yusuf Mehdi, que dirige a divisão de audiência online da Microsoft, afirmou que dados do Twitter vão aparecer no Bing a partir de hoje, enquanto o acordo com o Facebook ainda não tem prazo para começar.

O anúncio foi feito durante uma apresentação na conferência Web 2.0, em São Francisco, Califórnia (EUA). A Microsoft não revelou os termos financeiros dos dois acordos. A importância da busca em tempo real cresceu em meio à explosão de popularidade de serviços como o Twitter e o Facebook, que permitem que os usuários enviem mensagens curtas.

Esse segmento surgiu como uma potencial área de crescimento para gigantes de busca na internet, que esperam que a busca em tempo real ajude a aumentar as propagandas online por permitir a publicação de anúncios que visam consumidores interessados em notícias de última hora e em assuntos "quentes". Há quem acredite que dados e buscas em tempo real podem se transformar em um mercado de bilhões de dólares. As informações são da Dow Jones.

Créditos: Agência Estado

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Entenda como funciona a poupança

A poupança é uma forma de guardar o dinheiro e manter o seu valor corrigido, sem correr risco. É a aplicação mais simples do país. O rendimento é recebido uma vez por mês, na data de aniversário da caderneta.

A rentabilidade é de 0,5% ao mês mais a variação da TR (Taxa Referencial). O capital é garantido até o valor de R$ 60 mil por meio do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Sobre os ganhos, não é cobrado imposto.

Em maio de 2009, o governo anunciou mudanças importantes nas regras da poupança, que passam a valer a partir de 2010. As principais: os ganhos só ocorrerão se o investidor esperar até a data de aniversário da caderneta. Se retirar o dinheiro um dia antes, perderá todo o ganho do mês.

A remuneração continua sendo feita da mesma forma. Mas a cobrança de imposto muda: antes, o dinheiro era isento de Imposto de Renda. Com as novas regras, será cobrada uma alíquota que varia de 15% a 22,5% sobre os valores guardados acima de R$ 50 mil.

Por isso, a partir do ano que vem será necessário fazer as contas para saber se a opção de investimento valerá a pena. O governo estabeleceu o percentual mínimo de 0,5% ao mês de rendimento para começar a cobrar o imposto. Sobre o valor correspondente a esse percentual, será descontado R$ 250.

Quando o valor do lucro ficar acima do equivalente a 0,5% ao mês, será cobrado um percentual de imposto que dependerá da taxa Selic (taxa básica de juros da economia brasileira).

As novas regras só valem enquanto a Selic se mantiver acima de 7% ao ano. Ou seja, se os juros continuarem em queda, o governo pode mudar novamente as regras para quem aplica na caderneta.

Créditos: R7

Facebook e Twitter apoiam regras para web nos EUA

Os populares sites Craigslist, Twitter e Facebook expressaram apoio a uma estrutura aberta para a internet que será revelada por autoridades regulatórias dos Estados Unidos nesta semana.

São parte de um grupo de duas dúzias de empresas de tecnologia, entre as quais Google e Amazon.com, que escreveu uma carta ao presidente da Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC, na sigla em inglês) em apoio a uma proposta da organização que restringirá o direito das operadoras de redes a favorecer certas formas de conteúdo, tanto em plataformas online quanto abertas.

O conselho da FCC, composto por três democratas e dois republicanos, deve votar na quinta-feira sobre a apresentação de propostas formais quanto à chamada "neutralidade da rede".

Os advogados da neutralidade da rede alegam que os provedores de acesso à internet precisam ser impedidos de bloquear ou desacelerar tráfego com base em critérios relacionados a conteúdo, porque algumas formas de conteúdo geram mais receita que outras.

Mas os provedores afirmam que o crescente volume de serviços que ocupam muita banda, como os arquivos de vídeo, requerem medidas ativas para a administração de suas redes.

"Pela maior parte da história da internet, as regras da FCC vêm garantindo que os consumidores possam escolher o conteúdo e serviços que desejam em suas conexões de internet", afirmaram os sites.

"Uma internet aberta alimenta um mercado competitivo e eficiente, no qual os consumidores tomam as decisões finais sobre que produtos obtêm sucesso e que produtos fracassam", acrescentaram.

Uma decisão final quanto à neutralidade da rede não deve surgir antes do segundo trimestre do ano que vem, depois de um período prolongado para comentários públicos.

LinkedIn, EchoStar, Skype (controlada pelo eBay e TiVo também são signatários da carta.

Diversos legisladores democratas e republicanos, entre os quais o grupo de lideranças negras do Congresso, instaram Julius Genachowski, o presidente da FCC, a agir com cautela.

Fonte: Reuters

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Econômia prevê um natal "gordo"


O comércio se prepara para um Natal gordo depois de passada a crise. Pelo menos R$ 140 bilhões (US$ 77,8 bilhões), quase 20% a mais que no ano passado, deverão ser despejados na economia até dezembro com o pagamento do 13º salário e a maior oferta de crédito ao consumidor. De olho nessa bolada, as lojas já ampliaram em até 20% as encomendas de eletrodomésticos, eletrônicos e itens de informática.
Para atender a demanda crescente, as indústrias da Zona Franca Manaus (AM), o principal polo de produção de bens duráveis do País, vão contratar cerca de 3 mil trabalhadores temporários neste fim de ano. "Naquela época tinha muitas nuvens negras no horizonte. O que se vê agora é uma economia em crescimento, com o emprego sendo retomado e a inadimplência se reduzindo", afirma o vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Contabilidade e Administração (Anefac), Miguel Ribeiro de Oliveira.
Estimativa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) indica que o pagamento do 13º salário deve injetar R$ 75,8 bilhões (US$ 42,1 bilhões) na economia até dezembro. A perspectiva de ter mais dinheiro no bolso e o menor risco de desemprego mudaram o humor do brasileiro. O Índice de Confiança do Consumidor apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) atingiu 111 pontos em agosto e praticamente voltou ao nível pré-crise. "O Natal vai coroar a recuperação da indústria iniciada no segundo trimestre", afirma o coordenador das sondagens do consumidor e da indústria da FGV, Aloisio Campelo.
Ele sustenta essa previsão com números. Um recorte especial da sondagem industrial da FGV feita a pedido do Estado mostra que a demanda prevista entre agosto e outubro pelas indústrias de eletrônicos, eletrodomésticos e calçados já supera a do mesmo período de 2008. O grande destaque é para os eletrônicos, que incluem as TVs. De acordo com a sondagem, 95% dessas indústrias preveem uma demanda maior por seus produtos entre agosto e outubro deste ano, enquanto só 48% delas traçavam esse cenário para o mesmo período de 2008.

Créditos: Folha

sábado, 12 de setembro de 2009

R7: O Brasil ganhará mais um megaportal na internet


A Record decidiu investir pra valer na internet, criando o megaportal R7.
O endereço e o logotipo de seu novo portal de notícias já está definido e o site já está no ar parcialmente, e deve estrear por completo nas próximas semanas.
O novo veículo fará frente aos já consolidados UOL, Terra, IG e G1, ainda que a empresa não confirme que se tratará de uma “concorrência direta”.
Segundo a edição 697 do Jornalistas & Cia, foram contratados mais de 40 profissionais para produzir conteúdo ao novo empreendimento; deste grupo, a maioria deles veio dos três websites rivais já citados, ou com veículos com experiência na cobertura online, como Folha de S.Paulo, Reuters e Abril.com.
A Record já anunciou que o R7 reunirá vídeos da Record News, seu canal de TV com notícias 24 horas, além do que será produzido pelos profissionais do site.
A previsão oficial é de que o chamado “megaportal de notícias” entre no ar por completo neste segundo semestre.
Quem estiver interessado em acompanhar os passos do R7 pode cadastrar o próprio endereço de e-mail na página inicial.
Conheça: www.r7.com

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Google propõe sistema de micropagamentos para jornais

Grandes veículos da mídia impressa têm lutado para concorrer com o conteúdo gratuito da internet e, alguns casos, sofrem com o medo de obter prejuízo. Mas isso deve mudar. Pelo menos se um plano proposto pelo Google achar de fato a solução para tornar os sites de jornais rentáveis.
A Associação de Jornais dos Estados Unidos (NAA) solicitou recentemente à companhia e a outros grupos como Microsoft, IBM e Oracle uma saída para permitir a cobrança pelos acessos a notícias na internet.
O Google foi a primeira empresa a propor uma solução viável chamada de micropagamentos em que são cobrados valores inferiores a US$ 0,50. Seu projeto deve derivar do já existente GoogleCheckout.
A principal dificuldade era encontrar um sistema de transações financeiras online que permitisse a transferência de quantias tão pequenas sem despesas muitos altas.
No documento de resposta à Associação Americana de Jornais, o Google afirmou que os conteúdos mais importantes podem se tornar uma fonte de renda sustentável e que "aberto a todos" não precisa significar necessariamente "gratuito”.
A plataforma para pagamentos online do Google ainda está em fase de desenvolvimento, mas seu lançamento está previsto para 2010.
Créditos: Terra

sábado, 29 de agosto de 2009

150 milhões terão acesso à banda larga no Brasil em 2014

A diretoria da Telebrasil e os principais líderes do setor de Telecomunicações se reuniram na noite desta quinta-feira (27), no Guarujá (SP), para discutir o acesso à web via banda larga.
No evento, foi elaborada a Carta do Guarujá, que estabeleceu uma série de propostas para o tema. Em resumo, até 2014, estima-se que 150 milhões tenham acesso à banda larga o que representaria 75% da população brasileira.
O documento ainda propõe o estabelecimento de um "Plano Nacional de Banda Larga" que "apresente de forma clara a prioridade nacional quando ao desenvolvimento de políticas públicas que promovam a evolução do marco legal, regulatório e de relações de consumo para incentivar o investimento em redes, soluções e aplicações voltadas à utilização da tecnologia".

Entre os pontos centrais do documento estão:

1) A desoneração tributária dos serviços, investimentos e dispositivos nos planos federal, estadual e municipal;
2) A redefinição de limites de competência normativa estadual e municipal para imposição de restrições de natureza urbanística e ambiental para a implantação de infraestrutura de telecomunicações;
3) A adequação de regras e custos de direitos de passagem e de uso do solo em vias públicas e áreas de domínio da União, Estados e Municípios;
4) A alocação de novas faixas de radiofrequências para a construção das redes de acesso em banda larga e sua disponibilização ao mercado a custos adequados e de forma a não prejudicar concorrentes estabelecidos em condições mais onerosas; e
5) A oferta ao mercado de novas outorgas de prestação de serviço e a eliminação de restrições de acesso a tais outorgas em virtude da detenção de outras outorgas ou da origem do capital da empresa.

As informações são do site Convergência Digital

sábado, 8 de agosto de 2009

Windows 7, saiba tudo:

O que é?

Se você ainda não ouviu falar, o Windows 7 é a mais nova versão do sistema operacional da Microsoft. Com ele, vêm algumas mudanças substanciais no modo de se enxergar o sistema líder em vendas. Os elementos visuais que já sofreram várias mudanças na versão Vista, agora estão totalmente diferentes no Windows 7. As barras estão mais cristalinas e os ícones estão em evidência maior.
As primeiras impressões obtidas com o sistema foram bastante positivas e muito foi investido no aspecto visual. O modo de gerenciamento de telas está mais bonito e fácil. Basta passar o mouse sobre a aplicação desejada para visualizar as diferentes telas ou abas, no caso dos navegadores.
Outra novidade interessante do Windows 7 é a integração com as telas sensíveis ao toque. Como já pudemos perceber, a tecnologia touchscreen chegou para ficar e o sistema operacional deve ser compatível com o hardware para que tudo funcione corretamente. Por isso, não haverá nenhum problema com a adaptação – o Windows 7 está pronto para receber as pontas dos seus dedos.

Quando o Windows 7 chega ao mercado?

De acordo com o anúncio feito pela Microsoft, o lançamento oficial do Windows 7 está agendado para o dia 22 de outubro de 2009 também para o Brasil. Entretanto, a intenção de lançar em território nacional é exatamente igual àquela que será distribuída na Europa. A proposta do Windows 7 "E" foi recusada pela Microsoft, que já havia adequado o sistema operacional para a exigência de uma lista de navegadores ao invés de disponibilizar apenas o Internet Explorer 8.

O que foi o Windows 7 "E"?

Vender um produto em conjunto com outro a fim de conquistar uma parcela do mercado pode ser encarado como uma ação de truste. Os trustes são vistos com maus olhos e são ilegais, uma vez que pretendem manter uma fatia dominante do mercado para si, dificultando a livre concorrência entre empresas, marcas e serviços.
Por isso, a Comissão Europeia estabeleceu que o novo Windows deveria ser comercializado em território europeu sem o Internet Explorer. Dessa maneira, o usuário é livre para escolher o navegador que quiser e não será “obrigado” a comprar os serviços de um navegador o qual ele não faz uso.
O Windows Vista passou por uma situação semelhante também na Europa. Foi necessário comercializar uma versão sem o Windows Media Player e outros recursos audiovisuais ou ligados à reprodução multimídia. A versão diferenciada chamava-se Windows Vista "N".

Quais serão as versões? Quanto cada uma irá custar?

Ao contrário do que muitos esperavam, o Windows 7 terá várias versões – precisamente, serão 6. Agora sem a versão europeia do sistema operacional, a contagem tem versões exclusivas para países da América Latina, Ásia e África. A explicação encontrada por Mike Ybarra, gerente geral da Microsoft, é de que caso existisse uma versão única, seria muito mais complicado agradar ao bilhão de usuários do sistema. De maneira simples, podemos listar as versões da seguinte maneira:
Windows 7 Starter – pacote doméstico básico
Windows 7 Home Basic – pacote doméstico intermediário
Windows 7 Home Premium – pacote doméstico completo
Windows 7 Professional – pacote corporativo básico
Windows 7 Enterprise – pacote corporativo intermediário
Windows 7 Ultimate – pacote corporativo completo

Entretanto, se você preferir fazer upgrades das versões anteriores do sistema operacional, o preço é de US$50 dólares para as versões Home (Domésticas) e US$ 100, para as versões Pro (Corporativas). Para comprar os pacotes, você desembolsará US$ 119 em versões Home ou US$ 199 nas Pro. Não houve anúncio de preços em reais por parte da Microsoft – por enquanto, devemos esperar.
Vale a pena lembrar que só é permitido fazer upgrade a partir de versões inferiores ou iguais àquela que se pretende. Se você possui o Windows Vista Ultimate e deseja fazer o upgrade para o Windows 7 Home Premium, não conseguirá devido ao conflito de versões. O sistema de atualizações só funciona para versões inferiores ou iguais à que se pretende.
Todas as versões também serão vendidas através de pré-instalações em computadores.

Quanto o Family Pack, existe alguma previsão de lançamento no Brasil?

De acordo com a própria Microsoft, haverá sim um pacote do Windows 7 Home Premium que dá direito à instalação em até três computadores domésticos. Assim como as outras versões do sistema operacional, o Family Pack estará disponível para venda nos Estados Unidos e alguns outros países ainda não confirmados a partir do dia 22 de outubro. O preço estipulado para este pacote é de US$ 149 – ainda não houve divulgação de quanto este mesmo pacote custaria no Brasil tanto quanto se ele estará disponível para venda no país.

Fonte: Baixaki

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Faturamento de supermercados cresce 5,3%


Com o bom desempenho das vendas de supermercados no primeiro semestre, a associação do setor reviu a previsão para o crescimento do faturamento em 2009 de 2,5% para 4,5%. Nos primeiros seis meses deste ano, o aumento, já descontada a inflação, chegou a 5,3%. Segundo o presidente da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), Sussumu Honda, a projeção foi revisada porque, quando a primeira foi feita, em janeiro, ainda havia um grande receio do impacto da crise.
Além da redução de IPI dos itens da linha branca, que aumentou as vendas nos hipermercados, a crise alavancou o faturamento com a permanência dos consumidores por mais tempo em casa, o que resultou em crescimento de 8,4% no volume vendido de cerveja no semestre, 9,6% no de suco de frutas pronto e 5,6% no de salgadinhos para aperitivos. Na média, a alta foi de 2,1%. Para o consultor Marcos Quintarelli, a estabilidade na economia deve reduzir um pouco o ritmo de crescimento no faturamento porque os consumidores tendem a dividir as despesas com produtos semiduráveis e duráveis.

Por: Folha de S. Paulo

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Microsoft e Yahoo! podem fechar acordo na próxima semana

Microsoft e Yahoo! devem anunciar, depois de um ano e meio de discussão, um acordo para o setor de buscas e de publicidade online. De acordo com o blog BoomTown, do jornal Wall Street Journal, a aliança pode ser anunciada na semana que vem.
Importantes executivos da Microsoft, entre eles Yusuf Mehdi (vice-presidente sênior do grupo de audiência online), Satya Nadella (diretor da área de buscas) e Qi Lu (chefe da área digital) teriam saído da sede da empresa de software em Redmond (Washington) e foram para o Vale do Silício, no escritório do Yahoo! para discutir alguns detalhes, principalmente estratégias para o desenvolvimento tecnológico.
Segundo informações do IDGNow!, fontes próximas acreditam que o acordo pode ter um desenvolvimento diferente, uma possibilidade seria a Microsoft pagar bilhões de dólares para obter o negócio de buscas do Yahoo! e garantir essa renda.
Outra possibilidade seria a venda de anúncios online, sob responsabilidade do Yahoo!, para plataformas de internet de ambas. O acordo ainda não está completamente garantido, já que as discussões envolvem custos de aquisição de tráfego online e controle do Yahoo! sobre os dados. Caso a aliança não seja finalizada agora, as duas empresas desistirão e vão seguir separadas.
Com a parceria, a Microsoft sairia fortalecida para concorrer com o Google, que lidera o setor de buscas com 65% em junho. No mesmo período, o Yahoo! ficou com 19,5%, o Bing chegou a 8,4%, cerca de 0,4% a mais do que maio.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Pagamento por celular será aceito no comércio

A Vivo e a Itaucard anunciam nesta terça-feira (07) o lançamento do Vivo Itaucard, o primeiro cartão de crédito que recompensa os clientes com vantagens em produtos e serviços de telefonia celular. As compras pagas com o cartão Vivo Itaucard valem pontos que são revertidos em benefícios para clientes tanto dos segmentos Pré como Pós-pago.
Esses benefícios foram estruturados para atender as aspirações demonstradas pelos clientes nas pesquisas de satisfação realizadas pela Vivo. Usuários do segmento Pré-pago valorizam a possibilidade de falar mais tempo pelo mesmo valor. Já os clientes do segmento Pós-pago demonstram maior interesse pela oportunidade de substituição de aparelhos em condições diferenciadas. Para atender a essas necessidades, foram desenvolvidas duas linhas de benefícios:

•Vivo Pré– canal diferenciado (*7000) para efetuar recargas com o cartão co-branded. A partir de R$ 35,00 de crédito, o cliente recebe como bônus o mesmo valor da recarga realizada (mais R$ 35, nesse caso) para ligações locais de Vivo para Vivo, com validade de 30 dias.

•Vivo Pós – além dos pontos acumulados ao pagar a conta do seu telefone celular, qualquer compra paga com o cartão Vivo Itaucard é convertida para o programa de pontos da Vivo. Cada R$ 1 em compras com o Vivo Itaucard vale 5 pontos no programa. Com isso, há uma aceleração na possibilidade de resgatar aparelhos novos gratuitamente.


O acordo entre a Vivo e a Itaucard também prevê a oferta da modalidade de pagamento por meio do celular. Em etapa piloto, o projeto está atualmente disponível em 60 estabelecimentos comerciais em São Paulo e no Rio de Janeiro. Além disso, haverá um aplicativo para download em celulares e smartphones Vivo para que os clientes do cartão obtenham uma fácil visualização de faturas de compras de meses anteriores, limite de créditos e acompanhamento de gastos em aberto.
Disponível na bandeira Mastercard, o cartão de crédito Vivo Itaucard será oferecido em cinco variantes: Brasil, Nacional, Internacional, Gold e Platinum. As anuidades variam de R$ 56,00 a R$ 360,00, sendo que na oferta de lançamento a anuidade terá 50% de desconto para o titular e 100% no cartão adicional. A contratação pode ser feita pelo site www.itaucard.com.br ou pelos telefones 4001- 4858 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 722 4858 (demais localidades).
O cartão Vivo Itaucard pode ser contratado em todo o Brasil. No mercado de Minas Gerais, os benefícios do cartão ainda não estarão disponíveis em razão da integração sistêmica que está acontecendo este mês. Muito em breve, porém, as vantagens também serão estendidas aos mineiros.

Por Adnews

sábado, 20 de junho de 2009

Venda de computadores aumenta 18,1%

As vendas varejistas de equipamentos de informática continuam crescendo muito acima da média do comércio, apesar da maior restrição de crédito e da desconfiança dos consumidores. Segundo dados do IBGE, o segmento de material para escritório e informática acumulou um aumento nas vendas de 18,1% no primeiro quadrimestre de 2009, resultado bem acima do comércio em geral (4,5%). A expansão apurada em 2009 dá continuidade a um processo de intenso crescimento das vendas de produtos de informática no varejo. Em cinco anos, entre 2004 e 2008, esse segmento acumulou um aumento nas vendas de 280%. O levantamento questiona que produtos o consumidor pretende comprar com seu dinheiro, e os produtos de informática ficaram bem à frente da máquina de lavar, por exemplo, com 3,5% das intenções de compra.
O técnico da coordenação de serviços e comércio do IBGE, Nilo Lopes explicou que a continuidade na expansão das vendas varejistas de produtos de informática reflete "a redução de preço e a importância crescente desses bens no dia a dia do consumidor". Além disso, segundo ele, a recente queda na cotação do dólar voltou a reduzir preços e fomentar as vendas desses produtos.
Por O Estado de S.Paulo

domingo, 14 de junho de 2009

Organizações cristãs protestam contra publicidade da EA


Organizações cristãs estão reclamando contra a ação publicitária da EA durante a Electronic Entertainment Expo, a E3, usando falsos fieis em um protesto.
"Fica claro que a indústria de entretenimento vê os cristãos como pessoas meticulosas, pequenas e estraga prazeres", reclama o site Inside Catholic.
Outras dezenas de sites, blogs e organizações cristãs se juntaram no protesto ao uso da imagem da crença com fins publicitários.
Durante a E3, a EA contratou cerca de vinte atores para forjar um protesto contra o jogo Dante's Inferno em frente ao evento. Eles seguravam placas com dizeres como "EA = Electronic Anti-Christ" e "O Inferno não é um jogo". A ação chegou a ser noticiada por veículos de imprensa como real, mas depois a EA confirmou a jogada publicitária.

sábado, 13 de junho de 2009

"The Sims 3" vendeu mais de 1,4 milhão em uma semana

A Electronic Arts anunciou que "The Sims 3", a mais recente edição da série de simulador de vida idealizado por Will Wright (que já não trabalha na companhia), já vendeu mais de 1,4 milhão de cópias em apenas uma semana.
Os números atestam a popularidade da franquia, que já vendeu mais de 100 milhões de unidades no PC (contando "The Sims", "The Sims 2" e suas inúmeras expansões) e redeu mais de US$ 4 bilhões.
De acordo com a Electronic Arts, "The Sims 3" foi o título para PC da companhia que mais rápido vendeu até agora. E sinaliza que as expansões também virão para o novo jogo.
O game traz inúmeras novidades. Agora, os jogadores podem escolher a personalidade do Sim, como corajoso, paranóico, romântico e até cleptomaníaco (indivíduo com compulsão por roubar objetos). Os móveis e roupas também podem ser personalizados e agora existe um sistema dinâmico de vizinhança em que os habitantes são integrados.
"The Sims 3" está a venda no Brasil nas edições normal (R$ 99,90) e de colecionador (R$ 139). O game é para PC e Macintosh.
Fonte: UOL Tecnologia

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Opera promete "reinventar a web"

A desenvolvedora de browsers Opera publicou uma página na internet com a seguinte frase: "No dia 16, às 9 da manhã, vamos reinventar a Web".
A frase, escrita em uma página com um vermelho intenso (Confira), não tem link para nenhum outro conteúdo ou qualquer outra explicação. A única coisa diferente que apresenta é um desenho de uma nuvem, com um raio vermelho por dentro. Por conta desses detalhes, a iniciativa do pessoal do Opera virou mistério.
Nos fóruns de fãs do navegador ninguém sabe a surpresa que a empresa apronta. O máximo que os internautas arriscam a dizer sobre o mistério é que ele deve ser relacionado ao lançamento do Opera 10, nova versão do navegador que ainda está em fase de testes (Beta) .
Internautas, inclusive, especulam que o navegador chegue totalmente diferente da versão de testes, ou seja, com uma interface totalmente inovadora e recursos que possam conquistar os usuários do Internet Explorer, Firefox e Google Chrome.
Por INFO Online

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Samsung anuncia o 1º celular movido a energia solar

A Samsung apresentou nesta quarta-feira o modelo “Crest Solar” (E1107), primeiro aparelho do mundo que permite ao usuário carregar a bateria em qualquer lugar onde o Sol esteja presente.
“O Crest Solar representa o esforço e empenho da Samsung em reforçar a liderança da marca no mercado de telefonia móvel com painel solar”, afirma JK Shin, Vice-Presidente Executivo e Chefe da Divisão de Telecomunicações da Samsung.
“Com tecnologia de ponta o Crest Solar é o modelo perfeito para qualquer mercado não só porque é movido por energia solar, mas por ter funcionalidades que atendem a diversas culturas”, completa o executivo.
O E1107 possui ainda rádio FM, toques MP3 e jogos e o modelo será lançado em diversos mercados da Ásia e Europa em junho deste ano. Não há previsão para a chegada desse aparelho no Brasil.

Movido pelo sol

Com bateria alimentada pelo sol, o modelo Samsung “Crest Solar” resolve o problema quando o usuário está em local que não possui energia elétrica, particularmente nas zonas rurais. O celular tem capacidade para fornecer entre 5 a 10 minutos de conversação, após carregar-se por uma hora com energia solar. Além disso, o painel solar permite aos usuários economia no consumo de energia elétrica tradicional e dinheiro.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Novo iPhone é confirmado e chega ao Brasil em agosto

O lançamento do iPhone 3GS, nova versão do aparelho da Apple, foi confirmado na tarde desta segunda-feira. As novidades do produto são a maior velocidade, representado pelo S (de 3GS), reconhecimento de comandos de voz, câmera de 3 MP e gravação de vídeos.
O aparelho terá duas versões, com 16 GB por US$ 199 e 32 GB por US$ 299, nas cores preto e branco. Dessa forma, o iPhone 3G de 8 GB será comercializado por US$ 99.
Segundo informações do UOL Gigablog, Estados Unidos, Alemanha, Espanha, França, Reino Unido e Suiça vão conferir o produto da Apple em 19 de junho. Já o Brasil terá que esperar até o dia 9 de agosto.
A capacidade da bateria também aumentou, com nove horas de navegação, 10 horas de vídeos, 30 horas de áudio, 12 horas de conversa na rede 2G e cinco na 3G.
O design do iPhone 3GS é igual a versão anterior, mas agora ele está mais rápido, 2,1 vezes para enviar mensagens e 2,9 vezes para carregar páginas pesadas da internet. Outra novidade é o controle por comando de voz e a bússola digital, controlada por GPS.
Para Schiller, vice-presidente sênior de marketing de produtos mundial da Apple o destaque é a câmera com 3 megapixels. "A nova câmera tem melhor qualidade de imagens e permite tirar fotos em ambientes com menos luz".
O iPhone e o iPod Touch respondem por 65% dos acessos móveis à internet.
Por Adnews

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Twitter terá selo para perfis verdadeiros


Biz Stone, co-fundador do Twitter, anunciou no blog oficial do serviço de microblog que a rede terá um selo de autenticação para distinguir perfis verdadeiros de contas falsas.
O recurso será testado nas próximas semanas em número pequeno de perfis, priorizando páginas de empresas ou de nomes conhecidos, como artistas de cinema e formadores de opinião.
Segundo os termos do recurso online, criar uma conta com identidade de outra pessoa ou de uma instituição sem autorização fere as normas básicas de uso. Em uma dessas situações a equipe do Twitter suspende, apaga ou transfere o controle das contas.
Stone informa que as contas receberão um carimbo de “Verified Account” acima do campo Bio, onde colocam informações pessoais. O criador do maior serviço de microblog da internet alerta, porém, que não significará que as contas sem verificação sejam falsas. Segundo ele, a maioria dos perfis do Twitter são verdadeiros.

R7 é o nome do portal de notícias da Record

A Record vai lançar no último trimestre de 2009 seu portal de notícias, o R7. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da emissora. Seguindo o modelo do concorrente G1, da Globo, o site será abastecido com conteúdo e vídeos da emissora e também da Record News e o material publicado pelo R7 será produzido por 130 jornalitas.
A Record está na web com endereço próprio, mas o site é apenas institucional e apresenta a programação da emissora. Também sustenta um canal de vídeos no YouTube, lançado em parceria com o Google, com o objetivo de divulgar os destaques da programação, exibir chamadas e trechos dos programas e novelas que o canal transmite e um espaço dedicado à imprensa, com informações sobre a rede.
Ao Adnews, a assessoria de imprensa da Record confirmou o lançamento do portal, com as mesmas características já citadas, para o segundo semestre. Entretanto, frisa que a nova plataforma não tem planos de concorrer com o G1.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Comercial Indiano...muito bom!

Este é um comercial indiano que não vende nenhum produto.
Fala da diferença que faz ter iniciativa.
Fala da força que nasce da união.
Fala da solução pela colaboração de todos, não importa o tamanho do problema.
Fala de objetivos.
Fala de exemplos.
Algo que o mundo precisa bastante e, como mostra o filme, é tão simples de conseguir.
Tudo começa com uma atitude...
de um garoto.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

“A Fazenda” tem patrocínio da Kia Motors

O mais novo reality show da televisão brasileira, “A Fazenda”, da Rede Record, que começa neste domingo, 31 de maio, a partir das 20h30, terá entre seus patrocinadores a Kia Motors do Brasil.
Similar à “Casa dos Artistas” (SBT) e BBB (Rede Globo), a “A Fazenda” vai confinar 14 artistas em uma fazenda de Itu, onde também está localizada a sede da Kia Motors do Brasil. Por 11 semanas, o programa comandado por Rodrigo Carelli e apresentado por Britto Jr. vai vigiar os famosos em atividades tipicamente rurais.
Além do patrocínio, a Kia Motors do Brasil vai desenvolver ações de merchandising no reality show, em especial com o SUV Mohave, recente lançado no mercado brasileiro, e com o caminhão leve Bongo, que tem no agronegócio uma de suas principais aplicações.
A importadora também será responsável pelo translado de todos os eliminados de “A Fazenda”, logo após a entrevista com a repórter Chris Couto.

A estréia de “A Fazenda”


Reality Show, qual brasileiro não conhece este nome ou nunca assistiu um programa assim? Particularmente, eu acho que nenhum, embora sei que muitas pessoas não gostem de programas neste formato, e não assistem por mera questão de gosto, mais que já deram uma “espiadinha”, com certa sim.
A febre dos reality shows no Brasil começou com o “Big Brother Brasil”, que foi transmitido pela Rede Globo e conseguiu alcançar excelentes pontos de audiência, sendo líder no horário.
Para uma emissora, um programa neste formato é lucro certo em diversos pontos; Primeiro porque cativa muitos telespectadores, que é o objetivo de toda emissora de televisão; Segundo, porque quando o programa tem muita audiência, consequentemente atrai muitos patrocinadores; Terceiro, porque o programa gera para a emissora a oportunidade de explorar a imagem dos participantes, fazendo participações especiais em seus programas e até mesmo reportagens, isto sem contar quando a emissora é pertencente a um forte grupo de comunicação que tem jornais, revistas, sites e etc, gerando muito mais lucro.
Existem diversos tipos de reality shows, como candidatos à empregos (O Aprendiz), sobre casos emergências (E24), sobre a capacidade do homen de suportar pressão (No Limite), sobre pessoas comuns, de diversos estilos diferentes convivendo sobre o mesmo espaço (Big Brother), de pessoas famosas, vivendo sobre o mesmo espaço (Casa dos Artistas e A Fazenda) e até mesmo de famílias que trocam de mães (Troca de Família).
Em todos eles, é curioso ver e entender a reação das pessoas quando deparadas com algumas situações complexas da vida.
Neste Domingo (31/05), a Record vai estrear seu novo reality show, e o Brasil todo têm grande expectativa, pois será mais uma mega-produção.
Para quem não sabe “The Farm”, que foi abrasileirado para “A Fazenda”, já foi transmitido em mais de 40 países e é um sucesso de audiência.
A Record escolheu o apresentador Britto Jr., que é hoje um dos melhores e mais carismásticos apresentadores da televisão brasileira; Além disso, o local em que o programa será gravado é sem dúvida uma fazenda maravilhosa, com decoração agradável e de muito bom gosto.
Os famosos também foram escolhidos a dedo, não podemos citá-los (infelizmente) porque a Record não divulgou uma lista oficial, mais com certeza devem ser personalidades que todos nós gostaremos de conhecer um pouco mais sobre seu perfil no dia a dia.
Fonte: BR Televisão

terça-feira, 19 de maio de 2009

Jovens utilizam internet para interagir com marcas

Uma pesquisa global da Microsoft, realizada pela Synovate, apontou que os jovens podem interagir e criar um vínculo com algumas marcas, dentro de suas atividades diárias na web.
O levantamento "Young Adults Revealed" foi feito com 12.603 jovens entre 18 e 24 anos, localizados em 26 países procurou mostrar às marcas dados sobre o comportamento online desse grupo, já que eles passam, em média, 2,5 horas por dia na internet.
Quando a pergunta estava relacionada com o compromisso com as marcas, cerca de 23% dos entrevistados disseram ter comentado sobre alguma rede social, 23% também adicionou conteúdos ligados a alguma empresa e 19% utilizaram conteúdo em sua página inicial.
Cerca de 47% dos jovens afirmaram que clicam nos ícones de publicidade online e 18% fizeram upload ou postaram informações sobre marcas ou produtos na web.
Já entre as atividades diárias para entretenimento, o email é líder com 94%, em segundo vem a leitura de notícias (80%), seguido pelo download de filmes, músicas ou jogos (76%), conversa por mensagens instantâneas (76%) e por último, com 73% assistir vídeos online.
O acesso mais comum a internet ainda é pelo computador, mas o celular está crescendo e 34% dos entrevistados utilizam a web através do aparelho, para escutar rádio (15%), baixar games (13%) e redes sociais (11%) são as atividades mais comuns.
Com informações do Marketing News

Perdigão e Sadia confirmam megafusão que cria a Brasil Foods

A Sadia e a Perdigão anunciaram oficialmente nesta terça-feira, por volta das 9h, a fusão entre as duas empresas. "Da associação resultará a BRF Brasil Foods S.A. com sede social na cidade de Itajaí, Santa Catarina", informaram as empresas em comunicado conjunto enviado ao mercado.
As empresas convocaram entrevista coletiva em São Paulo para esclarecer dúvidas sobre a transação. Participam os presidentes dos conselhos da Sadia, Luiz Fernando Furlan, e da Perdigão, Nildemar Secches --ontem, eles jantavam em um restaurante em São Paulo enquanto o contrato era assinado.
Segundo o comunicado, o acordo foi aprovado pelos Conselhos de Administração das duas empresas e ainda precisa passar por adesão dos acionistas de ambas. "A concretização da associação também depende da apresentação da operação aos órgãos antitruste de outras jurisdições nas quais essa exigência legal seja necessária, em virtude de a Perdigão e a Sadia possuírem operações."
Entre esses orgãos estão, por exemplo, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e a SDE (Secretaria de Direito Econômico).
No processo de fusão previsto, a Perdigão muda de nome para BRF e a Sadia para HFF, e em seguida ocorre a incorporação das ações da HFF pela BRF. Os Conselhos de Administração das duas empresas serão formadas pelas mesmas pessoas, e o presidente de uma será co-presidente da outra.
A Brasil Foods ainda realizará uma oferta pública de ações no valor estimado de R$ 4 bilhões, que segundo as empresas tem o objetivo de captar recursos. Conforme as empresas, as ações da Brasil Foods continuarão a ser negociadas no Novo Mercado, ambiente da Bovespa que exige maior grau de governança corporativa e em que hoje está listada a Perdigão.
O comunicado não menciona a participação do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) no negócio, mencionado como um dos investidores na oferta.

Brasil Foods

A nova empresa nasce com os apostos de décima maior empresa de alimentos das Américas, segunda maior indústria alimentícia do Brasil (atrás apenas do frigorífico JBS Friboi), maior produtora e exportadora mundial de carnes processadas e terceira maior exportadora brasileira (atrás de Petrobras e da mineradora Vale).
Com 119 mil funcionários, 42 fábricas e mais de R$ 10 bilhões em exportações por ano, a gigante surge com um faturamento anual líquido de R$ 22 bilhões.
A fusão foi concretizada depois de meses de negociações. A elaboração final do contrato, informa a reportagem, foi marcada por muitas idas e vindas entre advogados e executivos de bancos de investimentos envolvidos no acordo.
As discordâncias eram com relação ao valor patrimonial do banco Concórdia, que pertence à Sadia. Desde o início, estava decidido que a área financeira do grupo ficaria fora da BRF. A avaliação de seu valor para baixo, no entanto, significou milhões de reais a menos em ações, para os acionistas da Sadia.
Por Folha de São Paulo.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Sistemas operacionais online: saiba como ter um lugar seu na Internet


Já pensou em ter um "computador" na internet? Os desktops online permitem não só armazenar seus arquivos, mas também ter os programas que mais usa, poder personalizar tudo, não ocupar memória no computador que estiver usando e poder acessar tudo de qualquer lugar.
Além da comodidade, os sistemas operacionais online são uma boa saída para quem não tem um computador em casa. Segundo o Comitê Gestor da Internet, as lan houses e telecentros são responsáveis por mais da metade dos acessos à rede no Brasil. Deste modo, é fácil resolver o problema de não usar sempre o mesmo computador.
A mesma regra vale para aqueles que usam a internet o dia todo do computador do trabalho, e à noite gostariam de acessar seus dados do conforto de sua casa.
Os sistemas operacionais online são uma espécie de computador virtual que pode ser criado gratuitamente e ser acessado de qualquer máquina conectada à internet pelo seu navegador - seja ele o Internet Explorer, Firefox ou Safari.
Mas vale lembrar que a maioria apenas realiza tarefas pouco complexas, como navegar na rede, ler e enviar e-mails, editar documentos e salvar arquivos.

Como funciona

Criados ainda na metade dos anos 90, os sistemas operacionais online - na realidade, o termo correto é "desktop online" - são programas que rodam a partir do navegador de internet e que executam programas longe da máquina "hospedeira", que serve apenas para fazer a ponte entre o usuário e o grande servidor onde todos os comandos são processados. Complicado? Nem tanto.
Imagine que o mouse, teclado e monitor de seu computador estejam ligados à uma grande CPU que está milhares e quilômetros de distância. É lá que todos os comandos do usuário são recebidos, processados e executados, sem que a máquina que esteja do seu lado participe efetivamente de qualquer tarefa - para ela, o usuário apenas está acessando uma página da web. Dentro dessa página, há um novo desktop, com todos os programas, arquivos e configurações do usuário, que estão seguros contra ataques de vírus, formatações acidentais e outros acidentes de percurso.
Por João Brunelli - UOL

Veja os desktops online que você pode utilizar:

Desktop Two - Desenvolvido pela Sun Microsystems, conta com o OpenOffice, Acrobat Reader, comunicador instantâneo compatível com MSN e Gtalk, leitor de RSS, ferramenta de blog, media player e tem 5 GB de capacidade de armazenamento.

GlideOS - Além de ter a opção de customizar sua aparência e de ser em português, conta com uma suíte de escritórios, editor de imagens, leitor de e-mail e oferece 10 GB de capacidade para seus arquivos.

EyeOS - De longe a opção com visual mais "clean" entre os testados, oferece navegador próprio, catálogo de endereços, suíte de escritórios, calendário e se arrisca até mesmo um jogo de xadrez. De quebra, se assemelha bastante a um desktop 'de verdade' e tem diversas opções de personalização. Por essas e outras, o serviço afirma ter mais de 400 mil usuários.

G.ho.st - Com visual espalhafatoso, o G.ho.st tem 3 GB de disco para os arquivos do usuário, suíte de escritórios e diversos gadgets que podem serem instalados em seu desktop, como relógio, leitor do Twitter e e lembretes. É de propriedade da Benchmark Capital, empresa investidora do eBay.

Cloudo - Lançado em janeiro de 2009, o Cloudo tem visual inspirado na plataforma KDE, que também equipa diversas distribuições do Linux e chega até a ensaiar um visual no estilo Aero do Windows Vista e 7 em suas janelas. Apesar de ser muito bonito, sua oferta de programas ainda é muito pequena em relação a seus concorrentes. Em fase de testes, sua versão final deve sair apenas em 2010.

Lucid Desktop - Qualquer um que já tenha usado uma versão do Linux equipada com o Gnome irá se sentir em casa com o Lucid Desktop, que tem a mesma cara do Ubuntu, por exemplo. Além disso, conta com navegador de internet, editor de texto e media player.

iCube Online Operating System - Praticamente um irmão gêmeo do Windows em seu visual clássico, ele conta com cliente de e-mail, leitor de PDF, editor de imagem e navegador de internet. O único problema é o espaço em seu disco virtual: apenas 10 MB.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Veja as 25 marcas mais lembradas da web brasileira

O UOL, em parceria com o Datafolha, realizou hoje a entrega do terceiro Prêmio Top of Mind Internet, iniciativa que reconhece as marcas mais lembradas pelos consumidores da web em 25 categorias.
Os vencedores foram apontados a partir de pesquisa realizada em seis capitais brasileiras – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Brasília. Foram ouvidas 2.048 pessoas, com 14 anos ou mais e que acessam a internet pelo menos três vezes por semana. Os entrevistados tiveram de responder qual marca vem em primeiro lugar à sua mente em cada uma das categorias pesquisadas.
“O interesse pela publicidade online vem crescendo ano a ano. Por isso a importância do Top of Mind Internet, servir como principal referência para empresas e agências do retorno obtido com suas estratégias de comunicação na web”, destaca Enor Paiano, Diretor de Publicidade do UOL. Segundo o executivo, os resultados da pesquisa servem também de subsídio para enriquecer a análise sobre o posicionamento da marca em relação à concorrência e a performance junto a segmentos específicos - como uma região do país ou uma certa faixa etária - informações estratégicas para o planejamento de uma estratégia digital.
A margem de erro da pesquisa, para o total da amostra, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Quando ocorreu empate entre duas empresas, o awareness – soma dos percentuais daqueles que se lembram da marca em primeiro lugar com as demais marcas lembradas, independentemente da ordem de lembrança – foi usado como critério para definir o vencedor.

Conheça os vencedores das categorias:

• DVD Player → LG
• TV → LG
• Câmera Digital → Sony
• Refrigerador → Brastemp
• Computador e Notebook → Dell e LG
• Acessórios de Informática → Não houve vencedor *
• Operadora de Telefonia Celular → Vivo e OI
• Aparelho de Telefone Celular → Nokia
• Banco → Itaú
• Cartão de Crédito → Visa
• Cerveja → Skol
• Refrigerante → Coca-Cola
• Lanchonete → McDonald’s
• Cia. Aérea → GOL
• Automóvel → Volkswagen e Fiat
• TV por Assinatura → NET
• Serviço Público → Não houve vencedor *
• E-Commerce → Americanas.com
• Higiene Pessoal → Não houve vencedor *
• Produtos de Beleza → Natura
• Artigo Esportivo → Nike
• Plano de Saúde → Unimed

Categorias Especiais:

• Top Teen → McDonald’s
• Feminino → Natura
• Heavy User → NET

* Nas categorias onde não houve vencedor, nenhuma empresa alcançou expressivo destaque em relação aos demais concorrentes

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Porsche é eleita a Marca mais Recomendada

A AutoPacific realizou uma pesquisa nos EUA para saber qual marca e modelo de veículo os compradores de automóveis indicariam para outros potenciais consumidores. A pesquisa contou com a participação de 25 000 pessoas, que adquiriram um carro novo entre setembro e dezembro de 2008.
Com os dados tabulados, a alemã Porsche ficou no topo do ranking e foi apontada como a Marca mais Recomendada nos EUA, já que 91% de seus proprietários recomendariam um modelo da fabricante para seus amigos e parentes.
Com relação aos modelos, que foram avaliados por diferentes categorias, o Infiniti G37 obteve o maior índice de recomendação da pesquisa. Segundo o levantamento, 95% de seus proprietários indicariam seu modelo para outra pessoa. Dentre os ganhadores por categoria, onze que são vendidos no Brasil: Volkswagen Jetta, Honda Fit, Land Rover Freelander, Ford Edge, Toyota Camry, Subaru Impreza, Jeep Wrangler, Honda CR-V, Nissan 350Z e os Lexus LS e ES. Confira abaixo o ranking completo:

Carros de passeio mais recomendados (por categoria):

Luxo premium: Lexus LS
Executivo: Jaguar XF
Luxo: Infiniti G37
Carro grande: Toyota Avalon
Médio de Luxo: Lexus ES
Médio Premium: Toyota Camry
Carro Médio: Volkswagen Jetta
Carro Compacto de Imagem: Toyota Prius
Compacto de entrada: Subaru Impreza
Econômico: Honda Fit
Esportivo Premium: Chevrolet Corvette
Esportivo: Nissan 350Z
Apelo esportivo: Ford Mustang

Utilitários mais recomendados:


Picape: Ford F-150
Picape grande: Ford F-Super Duty
Picape compacta: Toyota Tacoma
Utilitário Esportivo de Luxo: Lincoln Navigator
Utilitário Esportivo grande: GMC Yukon XL
Utilitário Esportivo médio Premium: Toyota 4Runner
Utilitário Esportivo médio: Dodge Nitro
Off-road: Jeep Wrangler
SUV/Crossover de Luxo: Land Rover Freelander 2
SUV/Crossover grande: Ford Flex
SUV/Crossover Premium: Ford Edge
SUV/Crossover de entrada: Honda CR-V
SUV/Crossover compacto: Honda Element
Monovolume: Toyota Sienna

Gmail vai oferecer tradutor de e-mails

Uma nova ferramenta será incorporada ao serviço de webmail do Google. De acordo com informações divulgadas nesta terça-feira (12), o Gmail receberá uma função de tradução simultânea.
A informação foi confirmada pelo diretor de produtos do Google, Matthew Glotzbach. O executivo disse durante a feira CeBit realizada em Sydney, na Austrália, que o serviço já estará disponível nesta semana.
Com a ferramenta, os usuários poderão traduzir seus e-mail com um único clique. Durante sua apresentação no evento, Glotzbach ainda falou sobre os benefícios da computação em nuvens e ressaltou que já se passou o tempo em que "migrar algo para a web significa perder funcionalidades".
Com informações do IDG Now!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Internet atrai investidor externo

Em maio do ano passado, Gilberto Alves Jr. recebeu uma mensagem de correio eletrônico de Michael Nicklas. O americano havia lido e gostado do que Alves escreveu sobre Web 2.0 em seu blog Prati.ca. Nicklas se identificou como um investidor anjo (que ajuda a transformar ideias em empresas) à procura de empresas iniciantes brasileiras e disse que gostaria de conversar com Alves. Algumas semanas depois, Nicklas veio de Nova York para São Paulo e os dois conversaram. Em setembro, criaram a Amanaiê, empresa especializada em aplicativos que rodam em redes sociais, como o Orkut.
Quando Alves encontrou Nicklas, a Amanaiê ainda era só uma ideia. "Não tinha nem um plano de negócios", diz o brasileiro. "Nós conversamos genericamente. Sabíamos que o Orkut ia lançar o OpenSocial (plataforma de aplicativos) e que havia uma oportunidade lá." Os primeiros clientes foram o Yahoo, que lançou um aplicativo do serviço de fotos Flickr no Orkut, e o UOL, com o Bolão do Big Brother Brasil 9 e a loja virtual Minha Loja. A empresa também desenvolveu um bolão de futebol para o Orkut, chamado Odrible.
Para administrar seus investimentos no Brasil, Nicklas criou uma holding chamada SocialSmart, que já investiu em cinco empresas, incluindo a Amanaiê. Outro estrangeiro que resolveu investir na internet brasileira é o canadense Steve Vachani, que criou no Brasil a Power.com, um agregador de redes sociais. Nele, é possível acessar num lugar só os perfis do Orkut, MySpace, Hi5, LinkedIn e Twitter. O objetivo de Vachani é criar uma empresa mundial de internet com sede no Brasil.

Fonte: O Estado de São Paulo

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Ronaldo gera lucros fenomenais aos patrocinadores e ao Corinthians

A final do Campeonato Paulista de 2009 pode ser contada como uma história de muitos retornos. O retorno do Corinthians ao panteão das grandes equipes brasileiras, após desesperar a fanática torcida com o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro em 2007. O retorno triunfal de Ronaldo aos gramados, depois de meses de ostracismo, escândalos e até especulações sobre o fim de sua carreira. E o retorno milionário para as empresas que apostam no Fenômeno como um trunfo de marketing e para o clube em que atua.
Apostar em Ronaldo não é barato. No ranking dos jogadores com maiores salários no Brasil, Ronaldo é campeão por um placar dilatado. Além disso, seus principais contratos de patrocínio pessoal mantiveram os valores praticados quando ainda atuava na Europa - onde o consumo é muito maior. Mas a capacidade de atrair a atenção da mídia e de alavancar a audiência dos jogos e dos programas em que aparece tornam o jogador um craque também de vendas, capaz de pagar com juros cada centavo que seus patrocinadores investem nele.
Sua imagem alavanca a procura por produtos tão diversos quanto chuteiras no Brasil e cosméticos na Suíça. Há dois tipos de empresas que gravitam na órbita do jogador: aquelas que o patrocinam diretamente e as que se beneficiam por apoiar os clubes em que Ronaldo joga. Atualmente, por meio de seu grupo, o R9, Ronaldo mantém contratos com três companhias. O mais recente foi assinado em 2007 com a multinacional suíça Lato, do ramo farmacêutico e de cosméticos. O acordo torna Ronaldo seu garoto-propaganda na Europa até dezembro deste ano.
Já a Ambev mantém um vínculo bem mais antigo com o jogador. O contrato foi assinado em setembro de 1994, quando Ronaldo estourou no futebol ao conduzir o Cruzeiro à conquista do Campeonato Mineiro daquele ano. Com 23 gols, ele também foi o artilheiro da competição. O acordo baseia-se em uma cota de diárias que a Ambev tem com o jogador a cada ano. Essas diárias podem ser usadas para a promoção de um produto ou um evento, por exemplo, como quando Ronaldo praticamente parou a Guatemala, em 2003, ao comparecer à inauguração de uma fábrica da Ambev no país. O apelo do atacante era tanto que, em apenas três meses, a empresa já possuía 40% do mercado local de cervejas.

"Brasileiro batalhador"

"Temos um relacionamento muito forte com a empresa, e queremos dar continuidade a isso", afirma Fabiano Farah, diretor-executivo do grupo R9. Desde abril, o jogador está no ar em um filme publicitário da Brahma, na série "Brahmeiros". A peça destaca a capacidade de Ronaldo superar seus problemas, como as sérias lesões no joelho que o afastaram do futebol por dois anos, e a recente ameaça de ver sua carreira interrompida após o fim do contrato com o Milan, quando as aparições públicas mostravam um Ronaldo bastante fora de forma. "Queremos trazer exemplos de brasileiros batalhadores, que caem, levantam e seguem em busca de seu sonho", diz o diretor de Marketing da Brahma, Marcel Marcondes.
E este é, hoje, o lado da personalidade de Ronaldo com o qual os brasileiros mais se identificam. "Sua imagem é de um rapaz pobre que obteve muito sucesso, teve problemas sérios e se superou. E que você pode imitar", afirma o professor Claudinei Santos, coordenador do Núcleo de Estudos de Negócios em Esportes da Escola Superior de Propaganda e Marketing.
Quando se fala de Ronaldo, as cifras envolvidas sempre são milionárias. Marcondes não informa qual é o valor do contrato, mas o mercado avalia que a Ambev pague, por ano, 7,2 milhões de reais ao ídolo. O executivo também não revela quanto o investimento gera em retorno para a marca, mas mostra que a empresa está satisfeita. "Indiscutivelmente, o Ronaldo vende. Basta ver o que está vendendo de camisas do Corinthians", despista, passando a bola para outra empresa.

Acima das expectativas

As camisas são produzidas pela Nike, que está duplamente feliz: ela é a fornecedora oficial do uniforme do Corinthians, e mantém um acordo em separado com o próprio jogador. A gigante americana de artigos esportivos é uma velha parceira de Ronaldo - o contrato foi fechado quando ele tinha apenas 18 anos. O acordo permite à empresa veicular peças com o jogador em todo o mundo. Ela também fornece suas chuteiras, em qualquer time que venha a atuar.
Fora dos campos, Ronaldo também promove a linha de roupas casuais da Nike. E, sim, quando ele parar de jogar, continuará a ser patrocinado por ela. Quando isso acontecer, Ronaldo será uma espécie de embaixador da marca, promovendo seus produtos mundo afora. "Ele passará a atuar como um ícone mundial", diz Farah, da R9.
Quanto às camisas, é verdade: estão vendendo muito bem, obrigado. "Houve um aumento de mais de 50% na procura", afirma David Grinberg, gerente de Comunicação da Nike Brasil. E com um detalhe: praticamente toda a demanda convergiu para a camisa número 9, a dele. "Superou todas as expectativas da empresa", diz Grinberg.
Outro exemplo de como o jogador alavanca vendas vem da linha de calçados. Em 1998, quando ele já atuava pelo Internazionale de Milão - clube no qual ganhou o famoso apelido de "O Fenômeno" -, a Nike criou um novo estilo de chuteiras, batizada de Mercurial, e promovida por Ronaldo. O sucesso foi instantâneo. "Até hoje, é um dos estilos preferidos pelos jogadores", afirma Grinberg.
Novamente, quando se falam em cifras, a marcação é cerrada. O executivo não forneceu os valores envolvidos nos contratos, mas o mercado calcula que a Nike pague cerca de 14 milhões de reais por ano ao jogador.

A última tabelinha

O desembarque de Ronaldo no Corinthians também foi uma grande triangulação inédita entre o jogador, o clube e os patrocinadores. Farah, da R9, prefere até mesmo chamá-lo de "fusão" das marcas Ronaldo e Corinthians. O atacante e o clube dividirão a receita de patrocínio gerada por sua chegada. Ronaldo receberá do clube um salário estimado em 300.000 reais por mês, ou 3,6 milhões de reais por ano. Para "completar" sua renda, o craque ficará com 80% dos 11 milhões de reais que a Bozzano e o Banco Panamericano pagarão neste ano para expor suas marcas nas mangas e nos calções da equipe, respectivamente. Isso eleva para 12,4 milhões de reais os ganhos do jogador - ou aproximadamente 4,3 milhões de euros por ano.
Para alguém que, até dezembro, estava desempregado e corria o risco de sair do mercado, é um retorno e tanto. Para se ter uma idéia, no Real Madrid, quando estava em seu auge, havia sido eleito o melhor jogador do mundo e tinha no currículo a conquista da Copa de 2002, seu salário anual era de 6 milhões de euros - o mesmo que craques como o francês Zinedine Zidane.
O Fenômeno também foi a peça-chave para que o Corinthians acertasse, com a Batavo, o maior patrocínio já fechado na história do futebol brasileiro: 18 milhões de reais. Mas o faturamento do time e do jogador com patrocínios deve ser bem maior: 51 milhões de reais. O restante do dinheiro virá da venda dos calções e mangas (11 milhões de reais), do reajuste do contrato com a Nike para fornecimento de material (16 milhões de reais) e da renda com patrocínio avulso por jogo (2 milhões de reais no ano).
Além disso, Corinthians e Ronaldo ainda negociam a venda da parte da manga da camiseta para a rede de escolas de idiomas Wizard. O mercado estima que o patrocínio até dezembro custaria cerca de 4 milhões de reais. Nesse caso, o percentual que ficará para Ronaldo ainda não foi acertado com o Corinthians, mas deve ser inferior aos 80% fechados para o calção e para a parte da frente da manga.
Para se ter ideia do sucesso comercial do Corinthians com Ronaldo, basta lembrar que o São Paulo, campeão brasileiro de 2008, garantiu para 2009 uma receita com patrocínios inferior à metade do obtido pelo arqui-rival. O tricolor paulista levantou 22 milhões de reais com contratos com a LG - patrocinadora de sua camisa - e a Reebok - que lhe fornece material esportivo. A goleada do Corinthians em 2009 pode ser totalmente atribuída a Ronaldo porque, nos anos anteriores, os clubes ficavam praticamente empatados em receitas publicitárias.
Se os negócios do Corinthians forem comparados a outros clubes brasileiros, a "lavada" é ainda mais impressionante. A crise reduziu a verba de marketing de muitas grandes empresas - que cortaram investimentos no esporte. Com menor poder de barganha, clubes com torcidas enormes como o Flamengo e o Cruzeiro rejeitaram propostas bem inferiores às obtidas por rivais e ainda não fecharam o patrocínio a suas camisetas neste ano.
Maior goleador da história das Copas do Mundo, três vezes eleito o melhor jogador do planeta pela FIFA, artilheiro em vários dos campeonatos que disputou, cada vez que Ronaldo balança a rede, seu gol soa diferente. Para a torcida, é uma explosão de alegria e encantamento. Já para os patrocinadores, parece o tilintar das caixas-registradoras comemorando mais alguns milhões em vendas. Ao contrário do que costuma fazer em campo, abatendo os adversários com fortes arrancadas e belos gols, neste jogo Ronaldo também realiza a proeza de fazer com que todos ganhem.
Fonte: Porta Exame

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Reportagem sobre redes sociais...

O programa "Fantástico" fez uma excelente reportagem sobre as redes sociais via internet, e resolvemos colocar no blog, para quem quiser verificar:

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Bradesco entra na lista das 100 marcas mais valiosas

Pela primeira vez o Brasil emplacou uma marca entre as 100 mais valiosas do mundo. De acordo com a pesquisa Brand Z, realizada pela Millward Brown, o Bradesco ficou em 98º lugar, com valor de marca de US$ 6,565 bilhões.
O Google lidera o ranking, com valor estimado em US$ 100.039 bilhões. Em segundo lugar aparece a Microsoft, (US$ 76,249 bilhões), seguida pela Coca-Cola, com US$ 67,625 bilhões. Os países do chamado Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) cresceram na lista e agora emplacam oito marcas no total.
“O fato desses países concentrarem uma população grande e as fábricas de aparelhos e acessórios de celular colaboram para o engajamento dos consumidores com telefonia, além dos bancos terem uma presença de marca muito forte. É um ponto comum desses países”, observou Eileen Campbell, ceo global da Millward Brown.
O valor representado pelas 100 marcas chega a 1,95 trilhão de dólares (com um crescimento marginal de 1,7 ponto percentual). Google é a número um com um valor de 100 bilhões de dólares, Microsoft é a número dois com 76,2 bilhões de dólares e a Coca-Cola se classifica como uma das 3 primeiras do ranking pela primeira vez, com US$ 67,6 bilhões.
O BrandZ ranking das 100 marcas identifica o valor financeiro das marcas. Combina dados financeiros com resultados de pesquisa Brandz, o maior estudo de brand equity do mundo feito junto a consumidores e representantes de negócios.

Veja os 10 primeiros da lista:

1º Google US$ 100,039 bilhões
2º Microsoft US$ 76,249 bilhões
3º Coca-Cola US$ 67,625 bilhões
4º IBM US$ 66,622 bilhões
5º McDonald’s US$ 66,575 bilhões
6º Apple US$ 63,113 bilhões
7º China Mobile US$ 61,283 bilhões
8º GE (General Eletrics) US$ 59,793 bilhões
9º Vodafone US$ 53,727 bilhões
10º Marlboro US$ 49,460 bilhões

Por Adnews

Veja como será a cobertura de Cannes 2009

A edição 2009 do Festival de Publicidade de Cannes, de 21 a 27 de junho, poderá ser acompanhada pela internet através do site www.adnews.com.br, e este ano, por meio de acordo com a Record News, a cobertura do maior evento do setor não se restringirá à internet. Durante 10 dias, 40 matérias serão veiculadas com material exclusivo e direto do Festival.
O espectador poderá acompanhar o conteúdo na TV nos seguintes horários e programas: “Hora News”, das 6h às 8:30, “Mundo Meio-dia”, das 12h às 12:30, “Record News Brasil”, das 21h às 22h e “Jornal da Record”, da 0h à 0h45. A emissora á captada por todos os canais( UHF, VHF, Satélite e Cabo) e tem 72 milhões de telespectadores potenciais. (SP – Canais 42 UHF / 55 TVA Digital / 93 NET Digital. RJ – Canais 52 UHF / 55 TVA Digital. DF – Canal 46 UHF).
Haverá também grande foco na produção em texto. Um hotsite especial irá abastecer constantemente o leitor sobre os principais fatos de Cannes, além de resumos diários. O conteúdo será acompanhado de vídeos e fotos sobre o que de melhor acontecer nas palestras premiações.

Empréstimos do BNDES crescem 13% no trimestre

Depois de um primeiro bimestre preocupante, o mês de março foi de retomada no ritmo dos financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com dados divulgados ontem pela instituição, dos R$ 18,7 bilhões (US$ 8.5 bilhões) desembolsados no primeiro trimestre - o maior já registrado para este período -, R$ 8,534 bilhões (US$ 3.9 bilhões) foram feitos somente em março. O desempenho dos três primeiros meses de 2009 ficou 13% acima do obtido em igual período do ano passado.
Para o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o leve impulso em março se deve "à melhora na expectativa dos empresários em relação ao potencial do Brasil de retomar o crescimento". "Não quero comemorar. Ainda é cedo para parar de remar para sustentar o crescimento da economia." Coutinho voltou a afirmar que a recuperação da economia nacional se dará, principalmente, pela execução do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ele citou, ainda, o amplo plano de investimento da Petrobras, que prevê US$ 174,4 bilhões até 2012. "Além disso, temos uma cadeia de agronegócio muito competitiva. No cenário externo, temos a China mantendo crescimento de, pelo menos, 6,5%", acrescenta.
Quando avaliado por setores, o maior volume de desembolso foi feito à indústria, que respondeu por R$ 7,943 bilhões (US$ 3.6 bilhões) do total. Segundo Luciano Coutinho, as áreas de alimentos, higiene pessoal, papel e celulose, química a petroquímica foram as principais responsáveis pelo desempenho. Em seguida, estão os financiamentos voltados à infraestrutura, com R$ 6,787 bilhões (US$ 3.1 bilhões), comércio (R$ 2,041 bilhões / US$ 927.7 milhões) e agronegócio (R$ 1,15 bilhão / US$ 522.7 milhões). Apesar da previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI) de que o Produto Interno Bruto (PIB) do País pode recuar 1,3% este ano, Coutinho diz manter a expectativa de que a economia brasileira crescerá de 1,5% a 2%.

O Estado de São Paulo.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Coca-Cola adota modelo de remuneração por resultado

A Coca-Cola anunciou durante uma conferência da Association of National Advertisers (ANA), que pretende adotar um padrão de remuneração por resultado. Segundo o modelo, as agências receberão de acordo com seus resultados. Assim, se as metas não forem atingidas, somente os custos serão cobertos. Já os trabalhos que alcançarem alto grau de excelência poderão ter até 30% de lucratividade.
Apesar de ter sido adotado por poucos anunciantes, o modelo de remuneração baseado no rendimento tem sido debatido na indústria durante a última década. Entre os que seguem o padrão está a Procter&Gamble, que utiliza essa remuneração para 12 de suas marcas.
Para Sarah Armstrong, diretora de mídia global da Coca-Cola, as agências devem atrelar seus lucros a performance. "Queremos que nossas agências ampliem sua lucratividade, mas que não a tenham garantida. Desejamos que elas obtenham lucro e sejam saudáveis, mas que atrelem isso a performance", afirma.
Armstrong ainda ressalta que as agências foram avisadas da mudança para que pudessem debater a proposta. "Houve algumas questões levantadas, mas nossas agências leram as notícias nos últimos anos e sabem o que a P&G fez. E elas sabem que em algum momento as coisas poderiam tomar esse caminho no mercado. Só não imaginavam que seria da nossa parte", disse. O novo modelo deve começar a ser utilizado em 35 países e fará parte de todas as relações da Coca-Cola com as agências de publicidade e mídia até 2011.
Com informações do AdAge

Google News ganha versão para o Twitter


O Google News, site de notícias do gigante da internet Google, anunciou que agora também divulgará informações por meio do site de microblogs Twitter. O novo @googlenews Twitter atualizará as notícias e a partir dele será possível acompanhar diretamente os sites dos meios de comunicação envolvidos.
O Google News é o último serviço de notícias a começar a usar o Twitter, que é usado por vários meios de todo o mundo.
Assim como o Google News, o Arte Final Web também têm sua página no Twitter, e está hoje entre as 200 páginas mais acompanhadas do Brasil.
Veja a página do Google News no Twitter, clicando aqui.
Veja também o Twitter do Arte Final Web, clicando aqui.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Jornais brasileiros têm pior circulação da década, e Folha de São Paulo é o que mais perdeu

A circulação de alguns dos maiores jornais do país não obteve resultados satisfatórios no primeiro trimestre de 2009. Um levantamento feito pelo jornal Meio e Mensagem com base nos relatórios mensais do Instituto Verificador de Circulação (IVC), apontou que oito dos 20 principais jornais brasileiros registraram queda no período.
Dessas oito publicações, seis tiveram o pior resultado da última década: Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, O Dia, Diário de S. Paulo, Correio Braziliense e Jornal da Tarde. Já O Globo e Extra, apenas tiveram outro período ruim em 2003 e 2004.
Na liderança do ranking está a Folha de S.Paulo, que viu sua média diária de circulação cair de 429.476, no início do ano 2000, para 298.652 no final desse trimestre. Em seguida, aparece O Estado de S.Paulo que registrou uma queda de 391.023 para 217.414.
No Rio de Janeiro, os jornais O Globo e Extra não apresentam resultados muito diferentes. No caso do jornal O Globo, a média de circulação de 260.869 no primeiro trimestre de 2009 foi superior apenas aos índices registrados em 2003 e 2004, que foram de 258.485 e 250.480 respectivamente. Com resultados ruins também em 2003 (236.466) e 2004 (224.071), o Extra teve uma circulação de 258.324 nos três primeiros meses do ano.

Resultados em alta

Já os jornais Meia Hora, Lance, A Tribuna, Expresso da Informação e Valor Econômico registraram resultados positivos no período. Com os melhores resultados da década, a circulação média das publicações foi de 219.148 para o Meia Hora, de 131.423 para o Lance, de 62.909 para A Tribuna, de 62.714 para o Expresso da Informação e de 53.885 para o Valor Econômico.
Além disso, o Zero Hora e Diário Gaúcho tiveram suas melhores colocações desde 2000. A circulação média de 184.893 registrada pelo Zero Hora ficou abaixo apenas do resultado do primeiro trimestre de 2000, quando tinha 186.471 de média. No caso Diário Gaucho, o resultado de 156.818 foi 7,8% menor do que o obtido no mesmo período de 2008.
Fonte: Adnews

Yahoo! vai encerrar GeoCities

A Yahoo! anunciou que irá encerrar um dos serviços mais antigos na internet, o GeoCities.
O GeoCities é um dos serviços mais antigos na internet tendo sido fundado em 1994 e foi um dos primeiros serviços online a permitir aos utilizadores alojar os seus sites de forma gratuita.
Alguns anos mais tarde, graças ao estrondoso sucesso que foi, a Yahoo! comprou o serviço passando a ser o Yahoo! GeoCities.
Hoje é o primeiro dia em que o serviço GeoCities não aceita novos utilizadores e já foi colocada online a primeira informação destinada a alertar os utilizadores para o encerramento.
A informação ainda é escassa mas de acordo com o site no final do Verão o site irá encerrar tendo todos os utilizadores de transferir a sua informação para o seu computador ou para outro serviço do género.
Todos os utilizadores que tenham sites alojados no GeoCities devem ler a informação disponibilizada e começar a preparar a mudança.

sábado, 25 de abril de 2009

Brasil tem 65 milhões de internautas



Um análise realizada pela comScore sobre o mercado de internet brasileiro, apontou um crescimento de 60% no número de usuários com mais de 15 anos.
De acordo com os dados da pesquisa, que incluiu lanhouses, cybercafés e locais de acesso compartilhado, o número de pessoas que acessaram a web no mês de fevereiro chegou a 29 milhões. No mesmo período de 2008, esse índice foi de 18 milhões de internautas.
Para Alex Banks, diretor de marketing da empresa para a América Latina, o crescimento da audiência na web brasileira é notável. "É impressionante. Estimamos também que atualmente a população total online no Brasil já alcança a marca de 65 milhões de pessoas", declarou Banks ao site propmark.
Os dados obtidos pela comScore também apotam que o crescimento da audiência online no Brasil é superior aos índices registrados em outras regiões e países, como a Asia, que cresceu 40% e a América Latina, com um aumento de 32% no período.
Fonte: Propmark

Record investe em publicidade no cinema


Além de manter o investimento em mídia impressa, como jornais e revistas, a Record passou a divulgar seus produtos também no cinema.
A primeira experiência está sendo com Poder Paralelo, que está sendo anunciada na Rede Cinemark junto com os outros trailers.
Em 2007 a Record também havia exibido o primeiro capítulo de Caminhos do Coração em algumas salas de cinema para seus convidados, porém a ação de merchandising que vem sendo feita agora é inédita.

Com informações da coluna Controle Remoto.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Grupo de empresários propõe plano para Brasil sair da crise


A cúpula empresarial do fórum nacional do Inae (Instituto Nacional de Altos Estudos), formada por 50 executivos de grandes companhias brasileiras, lançou ontem em São Paulo e no Rio de Janeiro um plano contra a crise. "O objetivo é propor ações que ajudem o país a transformar a atual crise em oportunidade", explicou João Paulo dos Reis Velloso, superintendente-geral do instituto. O projeto, que já foi apresentado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no início de fevereiro, contempla medidas de curto prazo, para evitar que o Brasil entre em recessão, e de estímulo ao desenvolvimento.
Entre as providências imediatas, o grupo de empresários -que inclui o presidente da Vale, Roger Agnelli, e o da Petrobras, José Sérgio Gabrielli- pede garantia de crédito para as companhias, contenção das despesas correntes do governo e sugere que, a fim de captar recursos, o país emita bônus no exterior. Pensando no longo prazo, a cúpula defende, entre outras ideias, a ampliação da infraestrutura nacional, o foco em pesquisa e tecnologia, e a elaboração de uma tática de exploração do pré-sal que coloque o Brasil entre os maiores produtores de petróleo do mundo.

Folha de São Paulo

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Brasileiro pretende comprar mais bens duráveis


Aumentou a intenção do brasileiro de comprar bens duráveis neste trimestre. Entre abril e junho deste ano, 72,4% dos consumidores pretendem adquirir algum bem durável ou semidurável. No primeiro trimestre deste ano, o índice de intenção de compras estava em 66,6% e, no segundo trimestre de 2008, em 63,2%, revela Pesquisa Trimestral de Intenção de Compra no Varejo, realizada pelo Programa de Administração do Varejo (Provar) e o Laboratório de Finanças (Labfin) da Fundação Instituto de Administração em parceria com a consultoria Felisoni Associados.
Apesar de estar mais predisposto às compras, o consumidor pretende gastar menos e quer aproveitar as pechinchas, aponta a pesquisa. Para o coordenador do Provar, Cláudio Felisoni, a deflação nos preços, promovida pelas liquidações e promoções, está induzindo o consumidor às compras. Além da deflação dos preços, Felisoni aponta outros fatores que estariam sustentando a intenção de compras de bens duráveis e semiduráveis neste trimestre. Um deles é a renda do trabalhador que está praticamente estável. Entre fevereiro de 2008 e fevereiro de 2009, a massa real de salários cresceu 0,4%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. E, estudos realizados pelo coordenador do Provar mostram que o consumo é muito mais sensível a oscilações na renda do que variações na oferta de crédito. Para cada 1% de variação na renda, o consumo oscila 0,80%. Já quando o crédito oscila 1%, o consumo varia apenas 0,12%.
A pesquisa mostra que os itens de informática lideram as intenções de compra neste trimestre, com 15%, seguidos pela linha branca (12,8%), produtos de cine e foto (12,4%), móveis (10%), eletroeletrônicos (9,8%) e automóveis (7,6%).
Fonte: O Estado de São Paulo

terça-feira, 14 de abril de 2009

Lucro da Johnson & Johnson atinge US$ 3,51 bi e supera expectativas

A Johnson & Johnson divulgou nesta terça-feira queda no lucro trimestral, atingido por competição de versões genéricas do medicamento Risperdal, voltado a tratamento de esquizofrenia, e por força do dólar. Mas cortes de custos permitiram à empresa superar as expectativas de Wall Street.
A diversificada companhia de saúde, cujas ações chegaram a subir mais de 3% antes da abertura do mercado, informou que teve lucro de US$ 3,51 bilhões, ou US$ 1,26 por ação, no primeiro trimestre, ante US$ 3,6 bilhões, ou US$ 1,26 por ação, no mesmo período do ano anterior.
Em média, analistas esperavam lucro de US$ 1,22 por ação, de acordo com a Reuters Estimates.
A J&J reafirmou sua previsão de um lucro entre US$ 4,45 e US$ 4,55 por ação em 2009.
A receita da companhia caiu 7,2%, para US$ 15 bilhões no período, bem abaixo dos US$ 15,43 bilhões estimados pela Reuters Estimates. Não fossem efeitos cambiais, as vendas teriam recuado cerca de 1%.
A J&J impulsionou seus resultados através do corte de gastos de mais de 10% em pesquisa e despesas com vendas, administrativas e gerais.

Fonte: Reuters